Dry Sift: o que é e como é feito o Haxixe Dry

Haxixe Dry

O que é Dry Sift? Quais são seus efeitos? Como fazer a extração de Haxixe Dry em casa? — um guia completo sobre Haxixe Dry.


Sumário

  1. O que é o Dry Sift?
  2. Como fazer o Haxixe Dry?
  3. Quais são os efeitos do Haxixe Dry?
  4. Como bolar um baseado de Dry Hash?
  5. Dicas de como fazer Dry Sift em casa
  6. Como extrair o Haxixe Dry em casa
  7. Como armazenar o Dry Sift?

O Dry Sift ou Haxixe Dry é um dos tipos de extração bastante popular. Mesmo porque, é possível de fazer em casa e com pouquíssimos materiais.

Inclusive, o processo de extração artesanal do Haxixe Dry é uma tradição em muitos países e culturas do mundo. É uma tradição secular transmitida de geração em geração.

E, além de tudo, é um processo sem solventes e com um resultado de bastante qualidade. Por isso, tem efeitos intensos e maior concentração de THC.

Se você quer conhecer mais sobre esse tipo de haxixe, está no lugar certo. O objetivo desse texto é justamente explicar o que é Dry Sift, quais são seus efeitos e, principalmente, como fazer o processo de extração em casa.

Vamos lá?

O que é o Dry Sift?

O Dry Sift — também chamado de Haxixe Dry ou Dry Hash — é um tipo de haxixe. Ou seja, é um tipo de resina extraída das flores da maconha, com maior nível de concentração de THC.

Existem muitas formas diferentes de extrair essa resina: com ou sem solventes. A forma de extração e a qualidade da planta produzem resultados diferentes.

Por isso, existem tantas variedades de nomes e tipos de haxixe. E o Dry Sift é uma delas.

O nome do Haxixe Dry deriva justamente do seu processo de extração. “Dry Sift” é um termo em inglês que significa, em português, “peneirar à seco“.

E é assim que acontece a extração desse haxixe: peneirando a matéria vegetal à seco. Esse é um método bem simples e ancestral de fazer haxixe. Muito tradicional no Afeganistão e no Marrocos.

Como fazer o Haxixe Dry?

Em todos processos de extração do haxixe, o objetivo é sempre o mesmo: separar os tricomas (que concentram um alto teor de THC) da superfície das flores do resto da planta.

No processo de extração do Dry, usa-se uma tela de malha extremamente fina para peneirar as flores de Cannabis e separar os tricomas da matéria vegetal.

Haxixe Dry
Processo de produção do Dry Sift

A técnica de usar a tela de malha como peneira é muito simples: basicamente consiste em refinar o extrato até atingir uma consistência granular.

Para os tricomas se soltarem da planta, é necessário esfregar meticulosamente as flores de maconha nas telas.

A agitação e a fricção ajudam a separar as delicadas glândulas de resina da flor.

As telas com porosidade muito pequena permitem que apenas as partículas mais finas passem.

No final das contas, depois de repetir diversas vezes esse mesmo processo em telas cada vez menores, o pó que sobra ao final é o Dry Sift.

Embora seja simples, a produção do Haxixe Dry demanda bastante tempo e dedicação. É por isso que é um processo tão admirável.

Afinal de contas, essa forma manual e artesanal é lenta e rústica, o que torna o resultado ainda mais especial.

Quais são os efeitos do Haxixe Dry?

É importante ter em mente que a forma de extração, a qualidade das plantas, a espécie e a strain são fatores determinantes para as propriedades do haxixe.

Se extraído da maneira certa, feito com plantas saudáveis e ricas em resina, o Dry Sift tem um altíssimo teor de concentração de THC e terpenos — que melhoram o sabor e o aroma. Além disso, também desenvolvem um alta capacidade de derreter e vaporizar completamente.

Em geral, os efeitos do Dry Sift podem ser os mesmos que os efeitos da flor de Cannabis. No entanto, como a concentração de THC é maior, os efeitos podem ser mais intensos e duradouros.

De toda forma, os efeitos vão variar conforme cada pessoa e qualidade da planta. A strain e a genética da planta interferem na potência e cada organismo processa de uma forma diferente.

Em comparação com o Haxixe Ice, o Dry tem uma concentração menor de THC. No entanto, os dois tipos de haxixe se diferenciam pelo gosto e pela consistência.

Ainda assim, não é possível determinar qual é o melhor haxixe. Não dá para dizer que o Dry é melhor que o Ice. Ou vice-versa. Existem pessoas que preferem o Dry Sift (principalmente as pessoas mais old schools) e quem prefere o Bubble Hash.

Como bolar um baseado de Dry Hash?

Assim como outros haxixes, existem diferentes formas de consumir o Dry Hash: fumar em um cigarro ou em um vaporizador. No entanto, ele não tem a consistência certa para ser consumido através de um dabber.

Fazer um cigarro de Haxixe Dry não é muito diferente de um Ice. Você precisa ter paciência e cuidado para equilibrar as proporções entre o haxixe e a mistura (que pode ser tabaco ou Cannabis).

Além disso, é importante garantir que o haxixe seja picado em pedaços bem pequenos para misturar.

Pensando em estratégias de redução de danos — ou seja, formas de aproveitar a substância e, ao mesmo tempo, proteger ao máximo o corpo e a mente de riscos e efeitos adversos — é melhor misturar o haxixe com Cannabis. 

Afinal de contas, o calor provoca um processo de combustão e as substâncias que derivam dessa reação química são tóxicas e podem nos prejudicar.

Então, quando se adiciona o tabaco na combustão, você vai inalar as mesmas substâncias químicas de um cigarro, como alcatrão.

No entanto, por outro lado, se misturar o haxixe com Cannabis, você vai potencializar os efeitos da maconha.

Usar piteiras é uma estratégia importante, porque elas filtram as impurezas e resfriam a fumaça. Por isso, quanto mais longas melhor. A piteira também possibilita fumar o cigarro até o final, sem se queimar. 

Vaporizar também é uma estratégia para reduzir os danos. Já que o vaporizador não provoca a combustão. Então, não inalamos substâncias químicas desse processo.

Outra vantagem do vaporizador é que você pode regular a temperatura e, portanto, definir quais canabinóides desfrutar. 

Dicas de como fazer Dry Sift em casa

Um dos lados positivos de ter um processo simples e artesanal, é que você pode fazer o Haxixe Dry em casa. E a extração não é um bicho de sete cabeças.

De forma geral, o único “instrumento” que você vai precisar para extraí-lo são as telhas de malhas em tamanhos diferentes. É simples e barato.

Inclusive, extrar haxixe sem usar nenhum solvente também é um prática de redução de danos — já que os solventes oferecem riscos de explosão durante o processo de extração.

Outra dica importante na extração do Dry é deixar a temperatura do ambiente baixa. A temperatura mais baixa serve para evitar que ele fique pegajoso e oleoso e ajuda a separar as impurezas que passam pelas telas.

Temperaturas frias também ajudam a tornar os tricomas mais frágeis e permitem que eles se separem da planta muito mais fácil.

Como extrair o Haxixe Dry em casa

Para extrair o Haxixe Dry, você vai precisar de:

  1. Flores de Cannabis
  2. Telas de malhas com diferentes tamanhos — de preferência, de 25, 73, 120, 160 e 220 microns
  3. Uma superfície lisa e limpa
  4. Uma espátula (ou cartão de crédito) para raspar e coletar o pó
  5. Uma tesoura

Passo a passo de como fazer a extração

  1. Congele as flores de Cannabis por algumas horas.
  2. Coloque as telas de malhas uma por cima da outra em ordem de tamanho (de 220 para 25 micras)
  3. Despeje as flores congeladas na tela, esfregue com as mãos e agite para que os tricomas caiam na tela de baixo.
  4. Na tela de baixo, vão cair os tricomas. Use a espátula para raspar e pressionar para que os tricomas mais finos caiam na tela de baixo.
  5. Repita todo esse processo até chegar na tela mais fina. O resultado desse processo pode ser chamado de kief.
Haxixe Dry

Para ganhar consistências distintas, é possível trabalhar o kief de formas diferentes.

Uma das formas mais populares de trabalhar o haxixe em pó é o método do French Cannoli.

Esse método consiste, basicamente, em pressionar garrafas de vidro com água quente (não fervente) sob o haxixe envolto por papel manteiga ou plástico de cozinha.

Como armazenar o Dry Sift?

A melhor forma de armazenar o Dry Sift é em potes de silicone que protegem a extração do calor e da luz.

Uma vantagem no armazenamento do Dry Sift em comparação com o Bubble Hash é que não é necessário esperar um tempo depois da extração para fumar.

Mesmo assim, se for possível, é sempre bom deixar o haxixe curando alguns dias para que os terpenos e os canabinóides possam se fixar e a experiência ser completa.

Espero que esse texto tenha esclarecido as suas dúvidas sobre o Haxixe Dry. Mas, se ainda tiver alguma dúvida, é só nos perguntar. Vamos gostar de te ajudar!

Como você viu, o processo de extração do Dry Sift é muito especial, porque ainda é feito de forma rústica e, principalmente, sem solventes.

Aproveitem as dicas para fazer esse haxixe em casa e, se possível, nos conte como foi a experiência 🙂

Fontes bibliográficas

https://www.zamnesia.com/blog-how-to-make-dry-sift-hash-n2165

O que é Dry Sift ou Haxixe Dry?

O Dry Sift ou Haxixe Dry é um tipo de haxixe. O nome desse tipo deriva justamente do seu processo de extração que, em português, significa “peneirar à seco”. Esse é um método bem simples e sem solvente de fazer haxixe. Muito tradicional no Afeganistão e no Marrocos.

Como fazer o Haxixe Dry?

No processo de extração do Dry, usa-se uma tela de malha extremamente fina para peneirar as flores de Cannabis e separar os tricomas da matéria vegetal.

Como extrair o Haxixe Dry em casa?

1. Despeje as flores congeladas na tela, esfregue com as mãos e agite para que os tricomas caiam na tela de baixo.
2. Na tela de baixo, vão cair os tricomas. Use a espátula para raspar e pressionar para que os tricomas mais finos caiam na tela de baixo.
3. Repita todo esse processo até chegar na tela mais fina. O resultado desse processo pode ser chamado de kief.

Como consumir o Dry Sift?

– Fumando em um cigarro com maconha ou tabaco
– Com vaporizador

Quais são os efeitos do Dry Sift?

O Haxixe Dry, assim como outros haxixes, tem uma concentração maior de THC. Por isso, os efeitos são mais intensos e mais duradouros do que a maconha tradicional. Em geral, os efeitos mais comuns são: euforia, sensação de felicidade, aumento de apetite e alteração na criatividade.