Síndrome do pensamento acelerado (SPA): como a Cannabis Medicinal pode ser uma aliada no tratamento

Síndrome do pensamento acelerado

Você sabe o que é a Síndrome do pensamento acelerado? Descubra como a Cannabis Medicinal pode se aliar ao tratamento.


  1. O que é Síndrome do pensamento acelerado (SPA)
  2. Sintomas da SPA
  3. Principais causas da Síndrome do Pensamento Acelerado
  4. Como diagnosticar a Síndrome do Pensamento Acelerado?
  5. Tratamento da Síndrome do Pensamento Acelerado
  6. Uso da Cannabis Medicinal na Síndrome do pensamento acelerado
  7. Principais benefícios do uso da cannabis para a Síndrome do Pensamento Acelerado

A Síndrome do Pensamento Acelerado (SPA) é uma condição psiquiátrica proposta pelo psiquiatra brasileiro Augusto Cury. 

Em linhas gerais, caracteriza-se por um fluxo incessante de pensamentos, dificultando a capacidade de se concentrar, de relaxar e de dormir. 

Como consequência disso, resulta em um estado constante de ansiedade e de estresse. 

Esse estado de hiperatividade mental pode impactar significativamente a qualidade de vida das pessoas, tornando-se um problema de saúde mental relevante.

Este artigo revisa os principais aspectos da SPA, incluindo seus sintomas, causas, diagnóstico e abordagens terapêuticas.

O que é Síndrome do pensamento acelerado (SPA)

Em seu livro “Ansiedade: como enfrentar o mau do século”, o psiquiatra descreve a SPA  “como o novo mal do século”, que se caracteriza por uma mente que não consegue desacelerar. 

Em resumo, a principal característica da SPA é o excesso de estímulos diários que sobrecarregam o cérebro. 

Por esse motivo, é comum que as pessoas confundam a Síndrome do Pensamento Acelerado com outros transtornos mentais.

Afinal de contas, os sintomas são semelhantes e comuns a outros transtornos e podem acometer tanto adultos quanto crianças.

Sintomas da SPA

As pessoas com SPA apresentam uma série de sintomas que afetam sua qualidade de vida e o funcionamento diário de suas rotinas. 

Entre os sintomas mais comuns estão:

  • Ansiedade constante: Sensação contínua de preocupação e apreensão.
  • Dificuldade de concentração: Incapacidade de focar em uma tarefa específica por um período prolongado.
  • Insônia ou sono não reparador: Dificuldade para adormecer ou manter o sono, resultando em cansaço persistente.
  • Irritabilidade e impaciência: Facilidade em se irritar ou perder a paciência com situações corriqueiras.
  • Cansaço mental: Sensação de exaustão mental constante, mesmo após atividades simples.

Principais causas da Síndrome do Pensamento Acelerado

As causas da SPA são frequentemente associadas a fatores modernos de estilo de vida, como:

  • Sobrecarga de informações: O bombardeio constante de informações pelas mídias digitais pode sobrecarregar o cérebro, impedindo o descanso adequado.
  • Excesso de atividades: A necessidade de multitarefa e a pressão para ser produtivo o tempo todo podem contribuir para o desenvolvimento da SPA.
  • Estresse crônico: Situações contínuas de estresse, seja no trabalho, nos estudos ou na vida pessoal, são fatores predisponentes significativos.

Como diagnosticar a Síndrome do Pensamento Acelerado?

O diagnóstico da Síndrome do Pensamento Acelerado é clínico e se baseia na avaliação dos sintomas que os pacientes relatam.

Além disso,  antes de firmar o diagnóstico, é importante excluir outras condições psiquiátricas que possam apresentar sintomas semelhantes, como transtornos de ansiedade, depressão e TDAH (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade). 

Um psiquiatra ou psicólogo é o profissional indicado para realizar essa avaliação.

Tratamento da Síndrome do Pensamento Acelerado

O tratamento da SPA envolve uma combinação de intervenções psicoterapêuticas, mudanças no estilo de vida e, em alguns casos, medicação. As abordagens incluem:

Psicoterapia Cognitivo-Comportamental (TCC)

Ajuda os pacientes a identificar e modificar padrões de pensamento disfuncionais e a desenvolver técnicas de relaxamento e gerenciamento de estresse.

Mindfulness e Meditação

Práticas que promovem a atenção plena e o foco no momento presente, reduzindo a atividade mental excessiva.

Exercício Físico

Atividades físicas regulares ajudam a liberar endorfinas, promovendo bem-estar e aliviando o estresse.

Higiene do Sono

Estabelecer uma rotina de sono saudável é crucial para melhorar a qualidade do descanso e reduzir os sintomas de insônia.

Medicação

Em casos graves, o uso de ansiolíticos ou antidepressivos pode ser necessário, sempre sob supervisão médica.

Tratamento terapêutico

A aplicação de fórmulas terapêuticas, como a cannabis medicinal, tem sido estudada e usada por alguns pacientes, para melhorar os sintomas, sem os efeitos colaterais das medicações tradicionais. 

Uso da Cannabis Medicinal na Síndrome do pensamento acelerado

A cannabis medicinal tem sido utilizada para tratar uma variedade de condições de saúde, devido aos seus componentes ativos, principalmente o canabidiol (CBD) e o tetrahidrocanabinol (THC)

O CBD é conhecido por seus efeitos ansiolíticos e anticonvulsivantes, enquanto o THC é mais associado a efeitos psicoativos e de alívio da dor.

As pesquisas sobre o uso da cannabis medicinal para condições de saúde mental, como a ansiedade e a insônia, sugerem que os componentes da planta podem ser úteis para os indivíduos que sofrem de Síndrome do pensamento acelerado. 

O CBD, em particular, tem mostrado potencial para reduzir a ansiedade e melhorar a qualidade do sono, dois dos principais sintomas da SPA.

Principais benefícios do uso da cannabis para a Síndrome do Pensamento Acelerado

A dosagem ideal de cannabis medicinal para tratar a Síndrome do Pensamento Acelerado pode variar entre os indivíduos, por isso é importante que o tratamento seja feito sob supervisão médica. 

A legalidade do uso de cannabis medicinal varia de acordo com o país e até mesmo dentro de regiões do mesmo país

O uso da cannabis medicinal para o tratamento da Síndrome do Pensamento Acelerado pode contribuir muito para: 

Ansiedade

Estudos indicam que o CBD pode atuar sobre os receptores de serotonina no cérebro, que desempenham um papel crucial na regulação do humor e da ansiedade

Uma revisão sistemática de estudos clínicos mostrou que o CBD pode reduzir significativamente os níveis de ansiedade em pessoas com transtornos de ansiedade generalizada, transtorno de estresse pós-traumático (TEPT) e outros.

Insônia

A insônia é um sintoma comum da SPA. Pesquisas sugerem que o CBD pode melhorar a qualidade do sono, aumentando a duração do sono e reduzindo a insônia. 

Em um estudo, pacientes que usaram CBD relataram uma melhora significativa na qualidade do sono após um mês de tratamento.

Neuroproteção

Além dos efeitos ansiolíticos e de melhora do sono, o CBD tem propriedades neuroprotetoras que podem ajudar a regular a atividade cerebral e promover um estado mental mais equilibrado.

Conclusão

A Síndrome do Pensamento Acelerado é uma condição debilitante que pode ser potencialmente aliviada pelo uso da cannabis medicinal. 

A planta Cannabis sativa contém mais de 100 compostos químicos chamados canabinoides, dos quais os mais estudados são o tetrahidrocanabinol (THC) e o canabidiol (CBD).

O THC é o principal composto psicoativo da cannabis. Pode induzir euforia, relaxamento, mas também ansiedade e paranoia em doses elevadas.

Já o CBD não é psicoativo e tem sido associado a uma variedade de efeitos terapêuticos, incluindo propriedades ansiolíticas, antipsicóticas e anti-inflamatórias.

O uso terapêutico da cannabis tem se tornado uma área de interesse crescente na saúde mental, com pesquisas apontando para potenciais benefícios no tratamento de diversas condições psiquiátricas.