A cepa de maconha conhecida como Skunk #1 teve um impacto global na cultura da cannabis desde sua origem nos finais dos anos 1970. Inicialmente desenvolvida pela Sacred Seed Co por meio da combinação de genéticas de diferentes partes do mundo, como Afghani, Acapulco Gold e Colombian Gold, a Skunk #1 tornou-se a base genética para muitos híbridos de maconha após um elaborado processo de reprodução seletiva que se estendeu por várias gerações.

Diversas variações da Skunk #1 foram cultivadas por empresas renomadas, como Sensi Seeds, Dutch Passion, Flying Dutchmen, Nirvana Seeds e Royal Queen Seeds. Os botões da Skunk #1 emitem um aroma característico de skunk com notas sutis de terra, conforme sugere seu nome. Este híbrido não apenas proporciona um estado mental criativo e energético, mas também tem o poder de aliviar o estresse e estimular o apetite.

strain skunk #1